2013-01-05

Trollando o Banco. De Sangue.

Então o Pink véio de guerra achou uma boa idéia trollar o Ban... on Twitpic

Então o Pink véio de guerra achou uma boa idéia trollar o Banco. De Sangue. X-P

** NA RECEPÇÃO **


Recepcionista: Sua identidade, por favor.
Eu: Pois não.
R.: O "SENHOR" é de 1970?
Eu: Sim.
R.: MIL NOVECENTOS E SETENTA?
Eu: Eu durmo numa hiperbárica.
R.: ...
Eu:


R.: (Fazendo de conta que tá tudo bem). Endereço?
Eu: <Classified>
R.: Estado civil?
Eu: Fugitivo.
R.: ...
Eu:


R.: O Sr é voluntário ou é para um paciente? *
Eu: Paciente (e dou o nome). A mãe da criança me ameaçou de morte se eu não viesse aqui... (cara de vítima)
R.: ...
Eu:


* Põ... Doar sangue é sempre um ato voluntário - eu estar lá em nome de um paciente é apenas um detalhe, né não? X-D


** NA TRIAGEM **


Médica: "Senhor" (!!!) Lisias? (quando acertam a pronúncia do meu nome de primeira, nunca acaba bem...)
Eu: Sim (?!??!)
M.: Por favor, confirme a data do seu nascimento....
Eu: <Classified> de 1970.
M.: "1970"?
Eu: "1970"! (WTF?)


M: (pausa dramática). O Sr. se relaciona com homens?
Eu: Só parentes e amigos. Me dou muito bem com meu irmão.
M.: Sexualmente....
Eu: Só comigo mesmo, quando a paquera me deixa a ver navios.
M.: ...
Eu:


(E no meio desta presepada, uma excelente notícia: minha pressão tá 11.7 por 7.6 - e olha que eu fui andando pro hospital, lá na Vergueiro)


M.: O Sr usa drogas?
Eu: Cafeína regularmente. Álcool eventualmente. Estou há 6 meses sem usar açúcar e há 2 anos sem dirigir.
M.: ...
Eu:


M.: Quantas parceiras sexuais o sr. teve nos últimos seis meses?
Eu: <Classified>
M.: <Classified>?

(Pô! Eu tenho cara de mentiroso?)

Eu: Bom, Menáges contam como uma ou como duas?
M.: ...
Eu:


M.: O Sr. se envolveu em relação sexual em troca de dinheiro?
Eu: Ela me pagou com um cheque sem fundos, então acho que a resposta é não.
M.: ...
Eu:


M.: Alguma parceira sexual é usuária de drogas?
Eu: Minha ex-namorada. Mas ela largou.
M.: Qual droga?
Eu: Eu.
M.: (já desencanando) Vou colocar "Não". (e clica no mouse)
Eu:


M.: O Sr. contraiu alguma doença sexualmente transmissível recentemente?
Eu: Me apaixonei, mas estou em remissão.
M.: (não conseguindo mais disfarçar a risada) "Não" (e clica no mouse)
Eu:


M.: O Sr fez endoscopia recentemente? Gastro?
Eu: Não.
M.: Intestino?
Eu: Ainda sou virgem.
M.: ...
Eu: Mas por pouco tempo. Meu médico já tá me cobrando o exame de próstata... (cara de desespero)
M.: ... (já nem tenta disfarçar mais: ri, balança a cabeça e clica no mouse)


M.: Por favor confirme seu telefone para contato: <Classified>
Eu: Correto. (Pô, eu tenho cara de mentiroso? =P)
M.: Sr Lisias, por favor, aguarde ser chamado para a coleta. (e me bota pra fora, tentando não olhar pra minha cara enquanto ri)



** NA SALA DE COLETA **


Atendente: Sr Lísias (pronunciando errado - alívio!), por favor, escolha uma cadeira.
Eu: (Afundando numa cadeira deliciosa) Cara, onde compro uma destas pra mim?
A.: Se achar, me avisa. Eu também quero!
Eu: (encerrando a sessão de trollagem, que o cara tava com uma agulha IMENSA na mão).

A.: Sr Lisias, após limpar e esterilizar o local, vou inserir a agulha. Ok?
Eu: Ok. Mas eu prefiro olhar - tenho o péssimo hábito de reagir quando sou surpreendido, é mais fácil me controlar quando observo.

Doador ao lado: Mas você não tem medo de agulhas? Eu morro de medo....
Eu: Eu tinha, mas fiz um tratamento e me curei do medo de agulhas.
DaL: Qual tratamento?
Eu: Uma cirurgia de emergência. Curou meu medo de agulhas. Agora eu me cago de medo é de bisturis.
DaL: O.o
Eu:



** AFTER MATH **


Brincadeiras à parte, o processo é rápido (15 minutos no máximo, curativo incluso) e praticamente indolor. Passar iodo em corte de faca de cozinha dói mais.

A espera na recepção e na triagem é um saco, o povo todo vai doar sangue no sábado - óbvio, porque em dia de semana, todo mundo trabalha no horário comercial, né? Tenho certeza que haveriam mais doadores se houvesse uma maior flexibilidade no horário para a doação. Uma pá de gente entra no trabalho antes das 8:00, e muita gente poderia doar sangue depois do expediente, antes de voltar pra casa.

Por fim, o lanche é muito bom. Daqui há dois meses (homens do meu porte - ui! - podem doar sangue a cada 2 meses, num máximo de 4 vezes ao ano!) vou doar sangue na hora do almoço... O:-)



** DISCLAIMER **


Este post é (quase) uma obra de ficção.

Algumas trollagens foram inventadas para preservar a integridade moral das vítimas. Qualquer coincidência com fatos ou pessoas reais, por favor, falem com meu advogado - ele me instruiu a não fazer pronunciamentos.