2008-07-28

Os Joelhos não são eternos...

Pipou,

Lembram-se do vídeo "Sunscreen"? Pois é... Além de usar filtro solar, outro conselho muito, mas muito bom é cuidar bem dos seus joelhos... :-) Eles fazem uma falta desgraçada quando não estão lá...

Como eu sei disso? Deixem em contar mais uma das minhas histórias de busão... :-D

Semana passada, estava o bobalhão aqui indo pro trampo. Um dia normal, o metrô estava (milagrosamente) quase humanizado e (pasme!) cheguei na Armênia no tempo exato de pegar o busão mais rápido, cômodo e barato para Guarulhos. Lembrei até de carregar o iPod na noite anterior e curti Satriani a viagem inteira. O céu estava sem uma única nuvem, de um azul cintilante e profundo (não fosse pela poluição de Sampa, estaria ainda mais bonito!), uma manhã (quase) perfeita.

Tava bom demais... :-P

Pois o cretino aqui, ao descer do ônibus e caminhar até a empresa (tava rolando "Is There Love in Space" no iPod), ao invés de prestar atenção onde metia os pés ficou curtindo aquele azul celeste todo...

Não deu outra: pisei onde não devia, e quase "estuporei a beiçola" (ah, meus tempos de bicicross!!) no meio da "maravilhosa" (isto foi uma ironia) calçada guarulhense. O resultado foi que eu preferia ter estourado o nariz: caí de péssimo jeito, estourei meu joelho esquerdo e torci (feio) meu tornozelo direito... (sigh)

Ô, SE DOEU!!! :_(

Saldo: fim de semana de molho, enquanto um sol maravilhoso lá fora me torturava ao iluminar pela janela da minha sala a mais recente aquisição (liquidação ponta de estoque, vendida no estado e em 10 vezes sem juros, lá no Extra :-P), já montada e pedindo para ser estreiada lá no Ibirapuera... Ô tortura... :-/

Mas tudo está bem quando termina bem... Exceto que não terminou: a segunda-feira chegou e lá fui-me em direção ao Metrô Paraíso, claudicante mas determinado, rumando para mais um dia de trabalho - desta vez precavido: sem música nos ouvidos, pouco peso na mochila e cuidando com a máxima atenção onde botava meus pés.

Então tá... :-P

Pois a besta aqui, tão preocupado com o chão, não prestou atenção ao redor: levou um encontrão e, não suportando a carga do próprio corpo desequilibrado (ok, ok... Dietas Já!!), estabocou-se no chão de novo e lascou o joelho direito!! ¬¬

Acabou meu dia: praticamente me arrastando, passei numa farmácia pelo caminho e voltei pra casa, onde tomei o comprimido pra dor e me enfiei na cama para dormir e só acordar no dia seguinte (após ligar para o trampo e avisar que não iria).

E então, depois de uma semana mancando praqui e pracolá (elevei o trágico ato de mancar à um novo nível: com as duas pernas!), imaginando se eu assumiria de vez meu lado House e compraria uma bengala (porque gênio terrível eu já tenho e a guitarra já comprei), me lembrei do bendito video Sunscreen e daquele conselhozinho profético:

Be kind to your knees, you’ll miss them when they’re gone.

Meu, o cara tinha razão! :-)

Marcadores: