2005-04-03

Todos gostam dele desde os netos até os avós

Faz pouco tempo, escrevi:


Mudam os nomes, mudam as ferramentas, mas os artefatos e as artimanhas são sempre as mesmas.

Eu falava sobre mágoas e ressentimentos, mas hoje percebi involuntáriamente que esta verdade também se aplica para alegrias e doces lembranças.

Quando criança, eu curtia à beça um programinha bobo chamado "Clube do Mickey". Adorava aquele jinglezinho (cliquem no link do título deste post e ouçam também), vivia torrando o saco dos meus pais porque eu também queria ser sócio. Ah, a ingenuidade infantil dos meus tenros anos.... :-)

Mais grandinho, começei a acompanhar a Turma do Lambe Lambe, programa de Daniel Azulay ("Bate o sino... o que é que trouxe... algodão doce!! algodão doce!!" - ou algo parecido...) e as aventuras da Chicória, Professor Pirajá e compania ltda. Este cara é um desenhista de primeira linha.

Já no fim da adolescência (que por sinal acabou faz poucos anos.. O:-) ), não perdia um único "Mundo de Beakman". Assisti este treco até pouco antes do meu filho nascer e eu ser obrigado à criar vergonha na cara e trabalhar durante o dia como qualquer ser humano normal (esforço fadado ao insucesso, por sinal).

Mesmo depois de adulto, curti "Castelo Rá-Tim-Bum" (o filme também é bacana) e até mesmo os primeiros programas do "CRUJ - Comitê Revolucionário Ultra-Jovem", programa encomendado da Disney pelo SBT ("Dá o play, Macaco!!").

Hoje, enquanto pensava em assuntos de gente grande que assolam minha mente nestes dias difícieis em que tomo decisões graves com impactos decisivos em minha vida, escuto vindo do computador em que meu filho brincava a musiquinha de abertura do Clube do Mickey.

E percebo que ele se divertia tanto com o site do Clube do Mickey como eu me divertia com o programa. Só que ele no computador, eu numa TV. O Ciclo recomeçou.

Bem vindo à minha Vida, meu filho.

Questões:


1 Lições:

Blogger Ismael ensina...

Putz, Pink, A Turma do Lambe-Lambe deixou saudade...

18 de abr de 2005 16:29:00  

Postar um comentário

<< Home