2004-09-30

Os Dois Dias do Ano

Curto e grosso : meu guri foi hospitalizado ontem.

Tá se recuperando, está se sentindo melhor, etc. etc...

Mas ainda tá lá.

Depois do inevitável sentimento de culpa por achar que poderia ter feito melhor (o que é verdade), e antes de saber que por mais que eu (ou a ex) tivesse feito pelo guri a internação era inevitável (o que também é verdade, agora eu sei), topei com o "manual do usuário" do hospital onde li este pensamento do Dalai Lama :

Só existem dois dias do ano sobre os quais nada pode ser feito.

Um deles se chama ontem e o outro amanhã.

Portanto hoje é o dia certo para você amar, sonhar, ousar, produzir e acima de tudo acreditar ...

Um problema sério de habituar-se a fazer o suficiente ao invés do possível é que quando as coisas dão errado o sentimento de ter falhado por omissão - por mais que não seja o caso - é um pé no saco (não consigo imaginar palavras melhores).

Um problema sério de habituar-se a fazer todo o possível ao invés do suficiente é que você acaba deixando de fazer algumas coisas por ter gasto tempo demais em outras.

Talvez a solução, como prega o Dalai Lama, não seja o quê fazer, nem o quanto. Mas o quando.